Beleza x Conteúdo

Comecei a me aceitar mais depois que eu percebi que eu aceitava as pessoas como elas eram. Eu sempre aceitei um dentinho torto, um óculos, uma altura menor que a minha, não me importava. Sempre gostei das pessoas pelo o que elas eram por dentro. Não tem como negar que a primeira impressão é a beleza exterior que conta. Conta sim. Mas depois de 15 minutos de conversa a impressão de beleza exterior começa a mudar. Começamos a achar que aquela pessoa liiiindaaaaaa que conhecemos já não é mais tão bela, depois de ter se mostrado vazia interiormente. E o oposto acontece com quem não achamos tão bonito. Se a pessoa tem um papo legal, ela começa a ficar mais bonita do que parecia no começo.

Há 4 anos atrás, eu gostei de um garoto. Ele tinha 24 anos e acho que eu tb tinha isso. Definitivamente ele não era bonito. Ele era muito magro, usava óculos, o que o deixava com cara de nerd, e já tinha um pouco de entrada de calvice. A primeira vez que eu vi ele, não achei nada de interessante. A gente começou a conversar por causa do trabalho (ele trabalhava em uma empresa terceirizada da que eu trabalhava) e por causa do trabalho em comum e da faculdade em comum, a gente se dava muito bem conversando. Foi então que os “defeitos” dele não tinham mais importância. Comecei a achar ele bonito por causa de um todo, e não por causa de uma “carcaça”.

A mesma coisa (ou quase a mesma coisa) aconteceu com o faxineiro (se vc não sabe sobre ele, contei em uns posts atrás). O faxineiro não é bonito. Não é feeeeeio feio, mas tb não é bonito. Ele tem o nariz estranho, que faz uma curva. Todos os dentes dele tem algum ângulo de inclinação. Ele anda como um playmobil, todo durinho e fala em slow motion… tuuuu dooooooo muuuuiiiiitoooo deee vaaaaa gaaaaaarrrrr. Mas eu gostava dele desse jeito. Com o nariz em curva, dente inclinado, playmobil e falando quase parando. O que eu não gostava nele? Falta de esforço pra conquistar algo na vida. Ele tem 29 anos e e dormia no serviço. O síndico pegava ele domindo no corredor em vez de estar limpando o prédio. Por essas e outras ele foi mandado embora. E não achem que ele ficou chateado, ele tava com vontade de ir embora mesmo, e não recebeu um tostão por isso. Pra fim de história ele foi demitido e SUMIU. Não tive mais notícias dele.

E a respeito de mim, tenho tentado mudar algumas percepções sobre mim mesma (ou sobre “eu mesma”? Sei lá!). Estou tentando entender que as pessoas devem gostar de mim como sou, sendo feia ou não. Se vão achar meu rosto manchado ou não, meu olho esbugalhado ou não, se vão me achar muito alta ou não, ENFIM… que eu não preciso ter um rosto e um corpo perfeito para ser aceita. Afinal, gosto é que nem c*. O que eu acho lindo vc pode achar feio e vice versa. O que ta valendo é um bom papo e afinidade. Beleza um dia acaba, conhecimento não. To muito filosófica hojeeeeeeee.

Um beijo pros meus leitores, em especial pra PAT, pra Hemorragia e pra Fê que fez um post sobre mim no blog dela. Acessem http://fsarmento.posterous.com é um blog de mais uma pessoa com neuras que faz questionamentos sobre a vida.

3 ideias sobre “Beleza x Conteúdo

  1. Puxa, dona do blog, eu tô “miachano” depois do beijo especial, que gracinha! Obrigada!
    Olha, ri muito com o comentário do faxineiro (ainda bem que vcs trocaram umas “pegadas” boas antes de ele ser demitido, faz um bem prá pele! hehe), principalmente o lance dos dentes, do andar playmobil e a fala em slowmotion: EU RI!
    Nunca vi uma foto sua mas nem preciso disso prá saber que além de ter um conteúdo lindo vc é tbm uma garota bem bonita! O f**da (e eu já falei isso antes) é o padrão q massacra, mas a gente não se deve deixar levar pela onda, não! “Um dia a beleza acaba” vc o disse muito bem, e é isso mesmo. Tem uma frase óóóótema da Bibi Ferreira sobre velhice (ela nasceu em 1922) que ela teria dito a uma aluna de teatro q teria insinuado a pouca atratividade física dela (Bibi) por causa da sua idade. Ela disse: (abre aspas e rufem os tambores, rsrs): ” A minha velhice é permanente, mas a sua juventude é provisória, ma cherie!” AMO!
    Beijo, menina querida, eu te amo! E amo todos os dismórficos, all around the world (os seus leitores vão pensar que eu sou uma desvairada HAHAHAHA) 🙂

  2. Girl, esse lance de beleza é assim mesmo. A gente é o que é, melhora o que pode e assume o resto! Personalidade é o que importa para relacionamentos que valem a pena…

    Eu mesma já me apaixonei de me humilhar por um garoto horripilante só pq ele era mt inteligente e engraçado. Coisa q n senti por muito bonitão por aí…

    Beleza é bacana, diria até importante, mas vou precisar discordar dopetinha: ela não é fundamental!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *