O Eu, eis a grande questão

O grande problema não é a doença, mas o doente. O grande problema é a capacidade do Eu de se repensar, de deixar de ser servo para se tornar ator principal. Quantas vezes nos vemos como coitados, injustiçados pela vida que não nos favoreceu com um biotipo mais perfeito, uma família mais centrada, um parceiro mais amoroso… Somos especialistas em nos sentirmos vítimas incapazes de tomar atitudes e reconstruir nossa história.

Projetamos nos ídolos idealizados e fabricados pela indústria cultural a beleza e a alegria que gostaríamos de ter, esquecendo-nos de que o os sorrisos estampados nos rostos dos famosos não significam alegria, e as belas curvas corporais não significam satisfação. Como percebemos na história de muitas estrelas de Hollywood, a felicidade não é comprada com aplausos, nem a verdadeira beleza é conquistada com elogios.

Para ter sucesso, você não precisa estar na mídia, nem dirigir um carro espetacular. Os verdadeiros milionários são os que aprendem a desenvolver a qualidade de vida e a garimpar a felicidade no lugar certo, da maneira correta. Não seja escravo das verdades que lhe são impostas.

Devemos ser gestores do nosso intelecto, lutando contra as verdades e os conceitos vendidos pela sociedade. Não podemos abrir mão do que somos para agradar os outros. Você nunca amará alguém plenamente se primeiro não aprender a ter um caso de amor com você mesmo.
Saiba que o verdadeiro treinamento psíquico pode não mudar nossos traços físicos, mas é capaz de nos fazer nos apaixonarmos por quem realmente somos. Ou se ardentemente encontrar sua identidade na beleza que se esconde nas avenidas do seu próprio ser.

Fonte: Parte do livro “A beleza está nos olhos de quem vê” de Camila Cury

Uma ideia sobre “O Eu, eis a grande questão

  1. Muito bom. Eu não sei porque as pessoas (influenciada pela mídia) endeusa tanto o casal da foto, principalmente Angelina Jolie, como se ela fosse perfeita, eu me lembro muito do passado dela e seus escândalos. Ela sempre foi de longe a “boa mãe linda” mostrada na foto.
    http://www.pop.com.br/mundopop/noticias/celebridades/405712-Traficante_de_drogas_revela_passado_de_Angelina_Jolie.html
    http://atitude-cliche.webnode.com.pt/news/nudez,%20drogas%20e%20esc%C3%A2ndalos%3A%20um%20passado%20desconhecido%20de%20angelina%20jolie%20-/
    isso mostra muito que ela nunca foi feliz com a aparência que muitas invejam tanto, ou seja, do que adianta ter a aparência quase “perfeita” para o mundo e ser conturbada por sexo, drogas e problemas familiares? “Não seja escravo das verdades que lhe são impostas.” Isso já diz tudo, quero ler este livro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *