Foda-se

botao_pronto_400x400

Sim, foda-se é um estilo de vida. Esse texto é pra você que descobriu que tem dismorfia corporal (se você tem dúvidas clique aqui) e não vai a lugar algum porque todos “vão reparar no seu defeito monstro”.

Se você não vai a praia, ao shopping, a uma festa ou a qualquer lugar, porque as pessoas vão olhar pra você, eu preciso dizer uma coisa: Foda-se. Não você, elas! Foda-se as pessoas. Elas não têm nada a ver com a sua vida. Se você continuar parando de ir aos lugares porque as pessoas sei lá o que, você vai passar a vida toda sendo escrava não só de você mesma, mas escrava da opinião QUE VOCÊ ACHA que os outros fazem a seu respeito.

Eu não queria acabar com a sua alegria, mas eu PRECISO te falar isso. As pessoas não estão nem aí pra você. As pessoas não estão nem aí se você está acima do peso, se você tem o nariz feio, se seu olho é estranho ou seja qual for a sua insatisfação. Elas têm mais o que fazer. E se alguma realmente ficar tempo pensando mal de você, essa pessoa tem problema e deveria procurar uma terapia.

Pessoas dismórficas pensam de um jeito único. Os dismórficos acham que as pessoas pensam de um jeito que não pensam na realidade. Isso tudo você criou na sua cabeça. Eu digo isso porque eu já fui neurótica assim também, mas depois de muita reflexão e muita leitura eu estou aprendendo a pensar direito e parar com essa loucura de que a pessoa vai te olhar, vai te julgar, vai comentar com o amigo e que isso vai virar assunto na mesa do jantar. Entenda, isso-não-vai-acontecer. A pessoa pode ter te olhado, pode até ter pensado alguma coisa. Mas morreu ali. Cinco segundos depois essa pessoa já esqueceu, já tá pensando em outra coisa. Desculpa, você não é o centro das atenções, nem mesmo sendo tão feio(a) como você acha que é.

Eu já deixei de fazer tanta coisa porque eu achava que iam me olhar, iam me achar uma aberração da natureza e eu ia ser o assunto do dia com todas as pessoas que quem me viu ia conversar. E então eu não fazia mais nada, eu não ia a lugar algum. Já não bastava eu ser escrava de mim mesma eu era escrava dos outros (na minha cabeça né). Só ano passado, aos 28 anos, que eu adotei o “foda-se” na minha vida e foi tirar um peso das minhas costas. Quero ir a algum lugar e acho que as pessoas vão ficar olhando como sou deformada? Foda-se. Quer achar, ache. Aliás, as pessoas que vão me ver na rua (rua = da porta da minha casa pra fora) nunca mais irão me ver de novo. Então eu vou fazer o que eu to a fim! Quero ir à praia e to branca igual a uma gringa? Vão tentar falar inglês comigo? Odeio ser um peixe fora d’água sendo a mais branca da praia? Foda-se. Vou assim mesmo e ninguém tem nada a ver com isso. Outro dia fui à praia, levei creme, alicate de cutícula e espatula e fiz a unha sentada na cadeira de praia. Imagina se outra pessoa ia fazer isso, que mico! Foda-se. Foda-se quantas vezes for preciso. Hoje eu coloco meu fone e canto voltando pra casa, falo sozinha, lembro de alguma coisa na rua e dou risada. As pessoas me acham estranha, esquisita, louca? Foda-se. Elas pagam minhas contas? Então foda-se. Hoje eu vivo assim e sou muito mais feliz.

Pense nisso.

 

12 ideias sobre “Foda-se

  1. A-do-rei o texto! Se não se importa, posso copiar e postar no meu blog? (com a devida fonte, claro)
    Sofro de anorexia a anos e muitas vezes evitei de sair por pensar que as pessoas ao redor olhariam pra mim mas a 1 ano “liguei o foda-se” e saio sem me importar. Resultado: me sinto melhor comigo mesma e as pessoas ao redor tbm notam isso. Mas há muitas pessoas que deixam de fazer coisas comuns, como trabalhar, por medo da opinião alheia.

    Aliás, ótimo blog, sempre o leio pra entender sobre Dismorfia Corporal (e lendo teus posts vejo a correlação com a visão anoréxica, sei que não é a mesma coisa desses transtornos mas há muitas coisas parecidas)
    http://umdesafiochamadoana.blogspot.com/2012/01/desculpe-mas-nao-entendo.html

  2. Parabéns pelo post, pensamento digno de uma vencedora. Pessoas vencedoras são assim, têm qualidades que se sobressaem em relação aos problemas. (Qualidade=Personalidade; Problema=Disformia).

    Beijosss.

  3. Concordo.
    Também comecei a pensar assim depois q mudei de cidade, ta com mais de 2 anos e, ninguem me conhece mesmo.
    Maaaass ainda não consigo ir a praia por dois motivos, sou muuuuuito branca e fico vermelho-camarão-descascando, mas as vezes dou uma enrolada com os autobronzeadores.
    Tem algumas coisas no meu rosto q não gosto, as vezes olho no espelho quase não olhando; quando saio na rua tenho dois segundos de vergonha e passo direto; saio na rua com a roupa q quero, de roupa q uso pra dormi, só não vou na padaria de samba-canção porq minha mãe não deixa kkkkkkkk, as vezes fico com o cabelo só o bagaço e não to nem ai, prendo com uma caneta e ta tudo bem.
    bjoooo, fique bem.

  4. Ótimo texto, fala tudo de uma maneira bem clara e direta e aposto que muitos vão pensar de forma diferente ao ler isso.
    Parabéns pelo Post e sucesso para Vc e para todos que passam por aqui.
    Abs.

  5. ADOREI.. logo quando falei do meu problema pro psiquiatra ele disse bem isso.. Foda-se os outros.. isso motiva sim.. mas estou fazendo o tratamento mesmo sendo muito difícil sair de casa depois de um ano trancado aqui dentro de casa :S nesse um ano aqui que eu descobri o nome do meu problema assistindo o programa True Life – I Hate My Face logo me identifiquei e vim procurar sobre o assunto e achei seu blog fiquei muito feliz por saber que tinha pessoas iguais a mim e saber oque eu realmente tinha e ao mesmo tempo triste pq é complicado a vida de um dismórfico neh.. mais aos poucos fui contando pra minha familia oque eu tinha graças a deus eles me entenderam bem até mostrei pra eles um video seu da entrevista que vc deu na redeTV e seu blog também.. agr com 17 anos ja perdi muito tempo espero ficar bem logo.. Solange te agradeço de coração vc me ajudou e ajuda muito s2 http://www.facebook.com/profile.php?id=100001466357829 me adc no face pq no msn não deu pra gnt se falar Beijos..

  6. É , foda-se os outros, enquanto nós sofremos pensando no que ELES vão pensar sobre nossa aparência, nós perdemos muita coisa na nossa vida enquanto eles estão aproveitando a deles… FODA-SE os outros!!!!!!

  7. Muito bom e pertinente o texto.
    Ir a uma festa de casamento ou à padaria comprar pão têm o mesmo custo emocional para mim.
    Um dia quero conseguir ir à praia ou piscina novamente…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *