Quase 3 anos de blog e enfim foto minha

O blog anda meio desatualizado, eu sei. Existem emails pra eu responder de leitores. Se você me mandou email (coisa de meses até) e acha que eu ignorei, não é isso que aconteceu. Ele está lá na minha caixa de entrada mas preciso sentar com calma pra responder.

O blog está fazendo 3 anos em julho/agosto. Mas foi em Junho que eu decidi cria-lo. Prometi pra vocês que esse ano eu colocaria foto minha de rosto pra mostrar como sou. Nada mais justo e transparente para quem lê isso aqui. Todo mundo que acompanha o blog quer saber como eu sou. É claro que existe o programa da GNT que eu apareço, mas foto de rosto aqui ainda não apareceu. Então hoje é o grande dia.

Primeiro, uma foto minha sem maquiagem e sem Photoshop.

semphotoshop2

Agora uma foto de como eu me via por causa da dismorfia (muitas manchas no rosto, nariz caído, olhos muito grandes e saltados, dentes tortos). Essa edição eu fiz em junho de 2009, levei pra minha psicóloga e falei “É assim que eu me vejo, imprimi pra vc entender, porque só falando fica muito vago”.

como_me_vejo_dismorfia

Que horror! Você acha péssimo né. Eu também (atualmente). Você que se vê muito feio/deformado é da mesma forma, vê de um jeito que não é. Não ache que é só eu a perturbada aqui.

Sempre quis operar meu nariz, essa é a foto de como eu queria que ele fosse:

plastica

Meu olho continua esbugalhado, mas hoje eu não me importo mais e estou bem com  a minha aparência. Mas para isso é preciso terapia!

Prazer, essa sou eu! 😉

30 ideias sobre “Quase 3 anos de blog e enfim foto minha

  1. eu te respeito
    te admiro mto
    (e ja disse antes, no msn) te acho linda
    a sua força é uma enorme motivação para mim

    parabéns pela libertação e desprendimento, vc com o blog, tem me ensinado a cada dia a viver melhor e me respeitar mais

    mto obrigada msm

    — agora me tira uma dúvida, algum especialista ja te falou se é saudável a gente comentar a respeito da doença com as pessoas do nosso convívio? eu pergunto pq dsd a minha infancia eu nunca tirei fotografias, nao tiro, tenho uma vergonha absurda de saber que aquela face vai ficar gravada, registrada, nao tirei nem pra preencher o convite de formatura, no lugar da minha foto ficou um espaço em branco, mas tenho mta vergonha de contar aos outros sobre a doença, o que vc acha é, falo ou nao falo pros meus amigos, os seus amigos, parentes… sabem da doença?
    bjss flor, tudo de bom

    • Vc é linda, que olhos lindoooos, quantas pessoas gostariam de ter esses olhos claros de gringa!!!
      Estou fazendo minha monografia sobre Dismorfia e encontrei seu blog, parabens pelo trabalho e pela força de vontade em se tratar, infelizmente nem todos buscam ajuda e acaba acontecendo o pior.
      fica com Deus! bjs

  2. Oi pessoal! Meu nome é Juliana e eu sou a irmã da Solange, a dona do Blog.
    Eu gostaria de deixar umas palavras aqui, se a minha irmã autorizar né?! hehehe

    Em primeiro lugar, gostaria de deixar um recado para a Carol, que comentou nesse post. É claro que a decisão é sua se deves ou não abrir sobre o teu problema com os amigos e familiares, mas posso te dizer que aqui em casa, eu e meus pais, ficamos aliviados, de uma certa forma, qdo a Solange contou o que se passava com ela e que o problema era a dismorfia. Nós ficávamos tristes em vê-la triste, não ignorávamos que havia algum problema, mas a partir do momento em que sabemos o que é, tudo fica mais fácil, até mesmo para os familiares. Ora, agora sabíamos que a Solange estava no caminho certo. O que mais eu admirei nela com tudo isso foi a dedicação em pesquisar sobre o assunto e QUERER realmente resolver aquela angustia toda. Nós não podíamos fazer muita coisa, só entender os tormentos dela e ouvi-la, desabafar é bom.
    Hoje a Solange tem a autoestima bem mais alta e passa uma imagem de uma mulher resolvida, acho que foi pq ela ligou aquele botão do “foda-se” e não liga mais tanto sobre o que os outros vão pensar.
    Bem, particularmente, acho que a família deve saber do que se passa com quem tem dismorfia.

    Agora gostaria de contar outra coisinha para vcs. Eu sou 6 anos mais velha que a minha irmã e até os 20 anos dela nós dividíamos o mesmo quarto, conversávamos todos os dias, depois mais alguns anos ainda moramos na mesma casa, mas cada uma com seu quarto. No ano passado, aqui em Floripa ela estava comentando sobre o nariz dela, daí eu disse:
    – Olha para o meu rosto.
    – O q q tem.
    – Tais vendo alguma coisa de errado?
    – Não, o q q tem de errado.
    – A minha boca, não é torta?
    – (pausa para análise da minha querida irmã) Nossa! É mesmo, nunca tinha reparado!
    – Ô ixtepô! Se eu não tivesse falado tu nunca teria visto né?! kkkkkkk

    Resumo da ópera: Se vc acha que o teu olho é feio, que teu dente é torto ou que vc tem algo de errado, podes ter certeza, a maioria das das pessoas nem vão notar e as que notarem nem vão dar bola para isso.

    Vamos ser felizes!!!
    Sugiro a leitura do post “foda-se” do dia 19/02/2012 e tentem colocar em prática, isso serve para qq pessoa.

    So, te amo maninha :****
    Ju

    • A minha irmã não tem só a boca torta, ela tem os dentes certos e alinhados, mas são todos mais para um lado da boca do que para o outro. Os dois dentes da frente não são bem no centro da boca, são mais pro lado pq qdo ela era pequena e caiu um dente de leite, o permanente não nascia. E a dentista falou que era porque não tinha espaço e arrancou o do lado. Mas na verdade o dente não nascia pq a gengiva tava grossa e ele não tinha força pra nascer. Com o espaço que a dentista abriu, todos os dentes “caminharam” pra aquele lado da boca. Se fosse eu, eu ia querer arrancar todos e por tudo implante pra deixar centralizado.

      E minha irmã sim que tem muiiiiiitaaaaaaaaa sarda no rosto. E ela nem liga.

      Agora sobre o comentário da Carol, acho que depende muito. Para os pais eu acho bom falar, e acho bom imprimir um texto sobre o que é a dismorfia corporal (sintomas etc) e dar pra eles lerem (eu fiz isso com os meus pais). Não é certo que eles irão compreender, corre-se o risco de eles acharem uma besteira. Mas tb pode acontecer de eles te apoiarem e te ajudarem a superar isso.

      Para amigos, eu não acho muito bom falar. Pq os amigos sempre acham besteira e não entendem o seu sofrimento. Acham que é apenas uma preocupação boba que vc tem. Se vc decidir contar pra alguém, tenha em mente que talvez a pessoa não compreenda da forma que vc gostaria. Quando eu decido contar pra alguém que tenho dismorfia corporal, sempre começo com a frase “Olha, eu vou contar o que é, mas se vc não compreender, pelo menos respeite”. Pq acontece muito de virar motivo de chacota, a pessoa faz piada em cima do seu sofrimento. Então eu ja aviso. Se achar que é besteira, pelo menos guarde suas brincadeirinhas pra vc.

      um beijo

      Solange

  3. oi so, obrigada,

    eu ja reli o foda-se mil vzs,
    aliás, tenho usado ele ha um tempo, foi assim conseguir superar a sindrome do panico (eu chamei assim, nunca fui diagnosticada e acho que nao era panico, era so vergonha, eu tinha vergonha d+ das pessoas me olharem, mta msm, entao passei anooooos, sem sair de casa pra evitar entrar em colapso qdo estava em lugares cheios, pq isso sempre acontecia), mas msm assim, sempre leio, pq sei das minhas crises e nos piores dias lembro dos piores dias do passado que eu ficava tramando formas de sucidar sem que ninguem descobrisse que foi suicídio, mas no fim nao tinha coragem de por em prática pq eu chegava à conclusao de que eu era feia pra caralho e nao infeliz, tipo, sentia que tinha uma alma de adriana lima, alegre e linda, mas uma casca de …. sei la de que, de dragao, entao tinha é que ficar bonita e nao morrer, e alem do que, pasmem, tinha vergonha do povo me ver morta e feia, e ficar olhando o qto eu era feia….
    é ridiculo, alias, parece ridiculo, mas é dificil

    hj nao é tao dificil, nao é mais como antes, nao penso mais suicídio, nao tenho problemas em sair de casa, de estar entre milhares de pessoas, se me apontarem na rua ou me elogiarem, eu nao to nem aí, aceito as coisas boas acreditando que sao realmente boas, mas tipo, li o que a ju escreveu e chorei, sempre choro com essas coisas, pq elas vao no fundo do alma.
    E eu nunca contei da doença pq todo mundo reparou que eu ponho mtos defeitos em mim e isso sempre foi motivo de piada,
    aí qdo alguem chega serio e pergunta pq eu nao tiro fotos eu suspiro e seguro o choro, dou um sorriso e brinco: é feiura

    eu ainda nao tenho segurança de contar pros meus pais nao, aliás, pra ninguem (só vcs, rsrs), quem sabe um dia, mas eles nao estao prontos pra isso, nao quero que minha dor vire brincadeira, e aumente mais

    superaremos… todos nós (so nao consegue as coisas quem nao tenta né)

    bjss, so… vc é toda linda!!!
    obrigada ju, de coraçao, é mto especial esse tipo de atençao, msm vindo por uma msg de blog, bjss

  4. Oi Solange, sempre visito seu blog,mas é a primeira vez que comento,tambem tenho dismorfia desde a adolescencia,ha alguns anos enfrento melhor a doença ,mas tem dias que o sofrimento é enorme ,enfim só quero te dizer que vc é liinda!Parabéns pelo blog,pela coragem de assumir a doença e principalmente de lutar contra ela!Ah te achei parecida com uma atriz muito bonita chamada Luiza Curvo.Bjs querida força sempre.

  5. Boa noite,
    Você é linda, e as fotos só provam isso.
    Que é a pura verdade, você é linda, linda demais….
    Beijões para vc, e se cuida….

  6. Que liiiiiinda! Olha, a Juliana Paes tbm tem olho “esbugalhado” viu? hahha
    Gostei dessas montagens, principalmente a que vc se deixa feia, deu pra entender bem como é a mente de um dismórfico…

    Parabéns pelo blog, que venha mais sucesso pela frente!

  7. Oi Solange!
    Parabéns pela sua coragem!
    Não que uma pessoa bonita como vc precise de coragem para mostrar o rosto, mas o fato de vc se sentir à vontade para isso só mostra como vc está superando seu problema.
    Sei que um dia você vai olhar para o espelho e, em vez daquela figura medonha da montagem, vai se ver exatamente como é: uma pessoa bonita e feliz, que aceita suas imperfeições porque sabe que são elas que nos tornam pessoas únicas, e que não é por causa de um dente tortinho ou nariz meio fora de esquadro (só para citar uns exemplos) que deixamos de ser amadas e queridas.
    Um grande beijo!

  8. Oi, Solange, gostei muito do seu blog, me identifiquei bastante e achei vc uma mulher bonita, de verdade, não se sinta mal com sua aparência,ok? Seus olhos são verdes e lindos!! Se valorize mais!

  9. você é maravilhosa! pense pelo lado positivo, muitas sao as mulheres que precisam subir na escada para trocar lampadas rs rs. sou bem menor que voce ( 1,71), mas ainda assim me sinto um maximo por ser uma das maiores em meu trabalho. lembre-se Deus faz tudo perfeito! parabéns por toda sua conquista até aqqui. nunca ouvi falar nesta disfunção mas aprendi muito com você.

  10. É é é é, realmente quando falamos em cabeça…cada um tem um olhar.

    Você é linda!!!
    Sinceramente procure uma psicóloga que você se sinta bem e veja resultados, já fiz terapias em muitas que parecia que estava no sofá da Hebe, rs, rs, rs, rs; mas quando encontramos a certa…dói, viu!!! Não é fácil entrar em contato com nossos medos e ver o que nós mesmas fazemos com nós. Eu não partilho da sua dor, mas ao contrário, sofro demais por não conseguir emagrecer.
    Lidar com nossos gigantes é uma luta constante.
    Abraços

  11. Nossa Solange, como vc é bonita!

    Engraçado, acho que estou passando pelas mesmas coisas descritas. O mais interessante é ver uma leitora me descrever COMPLETAMENTE, como quando diz evitar de sair com medo de um conhecido me encontrar e se espantar com a minha feiúra.

    COntinuarei visitando seu blog, Parabéns pela iniciativa!

    Bjo grande, fica com Deus

  12. Olá.
    Cheguei ao teu blog por acaso, nem sei como (ah, pesquisando sobre a Leila Lopes, vendo teu comentário e seguindo na leitura do teu blog).
    Pra começo de conversa, és muito bonita, mas sei que não achas isso.
    Eu farei 54 anos em março. *Todo mundo* acha que pareço ter muito, muito menos que minha idade. Recebo elogios pela minha aparência (cabelos castanhos avermelhados,olhos castanho claros, boca pequena, tudo proporcional), mas mesmo eu descrevendo minha aparência e sabendo que outras pessoas me acham bonita, eu nunca, nunca me acho bonita. Não penso em cirurgia, gosto da minha cara, mas há sempre uma discrepância muito grande entre o que outros veem e o que eu vejo. Eu não gosto de tirar fotos (como uma leitura do teu blog comentou), me acho mais horrível ainda em fotos. Não aparento minha idade e sei disso porque todo mundo fica muito surpreso ao saber quantos anos tenho, mas ao me olhar no espelho me vejo sempre muito velha. Não tenho os dentes mais brancos do mundo (mas e daí?), e detesto tirar fotos sorrindo (já detesto fotos, sorrindo nem se fala), porque a impressão é que nas fotos meus dentes parecerão ainda mais escuros. Eu me reconheci nas tuas fotos de quem tu és e como te vês. Eu sou bonita e “bem conservada” (me alimento bem, não bebo, mas fumo, não sou gorda nem magra), mas no espelho meus olhos veem tudo diferente. Traduzo psiquiatria há 25 anos, estou bem familiarizada com o distúrbio dismórfico corporal, e até agora nunca havia aplicado o rótulo a mim mesma, exceto por brincadeira, quando me acho muito gorda e as pessoas riem de mim, porque peso 60 quilos para 1,64 m e queria pesar 52 quilos, que era o peso que eu tinha até os 40 anos. Enfim… Para falar a verdade, querida, não sei se tens dismorfia ou não, ou se é apenas o desejo intenso de ser diferente. Não sei se tenho dismorfia… Mas o que me preocupam são teus relatos de depressão. Passas a impressão de uma mulher muito inteligente, és bonita, então só posso esperar que encontres uma solução para a depressão, que é, realmente, o fundo do fundo do fundo do poço. Eu a descrevo como um grande buraco negro que vai sugando a nossa alma. Te cuida, e seja feliz.
    Beijo

  13. Pára de ser complexada, oque você vê como defeito as outras pessoas vê como beleza. Eu também passava autobronzeador porque não gosto de ser branca mas sempre fiquei manchada, agora já assumi minha cor, sou descendente de japonês e tenho olhos enormes também.
    Não tenho sardas mas sofro com acne a vida toda e olha que já tenho 28 anos.
    Seja feliz como você é. Beijos!

  14. Olha você é Linda, talvez pudesse deixar engrossar a sobrancelha pra ficar proporcional,
    mas sardas eu tenho também e pior além de ter no nariz eu tenho debaixo do olho no canto externo, diferente né. mas quer saber não ligo, quer mais meus lábios são naturalmente tortos alias o lado todo do meu rosto direito, mas muitas pessoas inclusive minha mãe disse não notar, mais eu notei e fui até no cirurgião pra fazer preenchimento, mas sou medrosa demais para fazer qualquer tipo de procedimento estético que vá me modificar no rosto, também não gosto do meu nariz, mas quer saber convivo bem com as minhas imperfeições não penso nisso toda hora, porque eu sou linda, mesmo que tenha horas que eu me olhe e me ache feia, isso logo passa e quando fico muito noia com isso evito de me olhar no espelho até a hora que esqueço dos meus defeitos e me olho novamente no espelho sem se quer lembrar, até tento mudar, mas sou muito preguiçosa pra isso graças a Deus, penso mais não faço e não sofro mais com essas coisas como antes.

    E mais uma vez você é linda, tem uma altura diva.

  15. Nossa! Adorei seu diário!

    Não sofro de dismorfia, mas estava escrevendo um post sobre a obsessão de algumas pessoas por cirurgia plástica e acabei chegando ao seu blog devido aos exageros (agora entendo melhor) de Jocelyn Wildenstein.

    Li tudo que você escreveu e acredito que seu blog é um porto seguro para todos que se sentem assim.

    Continue escrevendo. Vou ler sempre.

    Ah, e você é muito bonita!

    Bj

  16. Como quase tudo tem o seu lado bom, pessoas com dismorfismo acabam aprimorando outras características pessoais como a simpatia. Não sei se posso dizer claramente que sofro de dismorfismo, mas acontecem alguns episódios no meu cotidiano que sugerem isso, como por exemplo quando estou em algum local público rodeado de pessoas desconhecidas e eu teimo em achar que alguma ou algumas delas estão me olhando de modo diferente. O que mais me fere emocionalmente é a acne, mas estou lutando contra ela com todas as minhas forças, nem que para isso eu tenha que sofrer e sentir dor. É muito ruim principalmente quando existe aquela comparação do antes e depois. Meu rosto era quase perfeito. Era considerado “o mais gato” da sala na época da escola. Mas, novamente, como tudo ou quase tudo tem o seu lado bom, pelo menos hoje eu trato melhor a questão da minha aparência. Uso filtro solar religiosamente todos os dias, em toda a pele exposta ao sol, uso retinoides para tratar bem a pele do rosto e também a do contorno ocular, já pensando no futuro para prevenir os pés de galinha e também para amenizar qualquer sinal de olheira. Sou bem magro, é provável que em um futuro não tão distante eu faça musculação para ganhar “aquele” corpo. Enfim, certas coisas parecem acontecer para nos dar a oportunidade de ter o “antes e depois”. Se Deus tão somente permitir que eu desfrute dessa vida por um bom tempo, estou certo de que muita gente ainda irá cair aos meus pés, apaixonada não só pela minha parte externa como pela interna que, felizmente, evoluiu grande e graciosamente. O povo, em geral, adora se iludir, não é mesmo? Então vamos dar a eles o que querem. Desculpe por isso, mas… que encham o rabo de toda sorte de ilusão. Sinceramente. Chega um momento em que tudo é somente por vingança. Aquele gostinho inconfundível. Aquele prazer sórdido de “sambar na cara da sociedade”. De pisar em todos. É uma pena ter que ouvir quase diariamente gente falando sobre a beleza alheia. “Ah, aquele é bonito”, “Ah, aquele não é bonito”. Como se tudo se resumisse a isso. Hum, lamentável. Lamentável mesmo. Tenho um imenso orgulho de ser um homem de bom coração, gentil, muito bem educado, simpático, justo e, como se não bastasse, que consegue aliar aquele sex appeal à inteligência. Sou de um tipo “raro”, fisicamente atraente e inteligente. Um nerd moderno. Alguém excepcional. Como todos devem se ver.

    Obs.: foi muito bom ter escrito isso, me senti um tanto quanto aliviado, apesar de eu ter esnobado um pouco…

  17. Olá
    Seus olhos são lindos e perfeitos,você enxerga com eles. lembre-se de quem não tem visão e queriam estar no seu lugar.
    sardas , torne isso a sua marca ou use corretivo, hoje em dia tem tantos recursos na maquiagem. Pior seria se você tivesse uma marca de queimadura daquelas que puxa toda a pele e que não adianta nem cirurgia plástica.Conheço pessoas assim.Olhos grandes,excelente para fazer uma maquiagem, quantas mulheres fazem de tudo com a maquiagem para que eles pareçam maiores do que são, e você teve a sorte de nascer assim. sua altura , quantos fariam cirurgia para ter a sua altura.use estes presentes que Deus lhe deu a seu favor. Lembre Deus planejou cada detalhe em você antes de nascer. Seu rosto tem um lindo desenho,mas se achar que tem papo, faça um tratamento estético , fazem verdadeiros milagres.Dentes lindos, quantas pessoas nem dentes têm? Você é muito sortuda de ser perfeita.agradeça a Deus pelo que você é e peça a ele para que quando você olhar no espelho enxerga a pessoa perfeita que você é.
    Ninguém é 100% o que gostaria .a mídia vende um padrão de beleza que não é verdade.Somos seres humanos e temos caracteristicas diferentes.As pessoas não são feitas em séries,como bonecas.Deus é criativo e nos faz diferentes com belezas diferentes .Você deve estar pensando….Eu não me vejo assim!!
    Faça este exercicio todas as manhãs. olhe no espelho e diga: —–Deus me fez assim : uma beleza única e perfeita.
    abraço , que Deus te abençoe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *