Aceite elogios

Fui no cartório semana retrasada (dia 04/05) pra abrir firma (abrir firma é registrar tua assinatura). Não sabia que eles batiam foto. E eu tinha ido que nem uma mendiga ↓.

quemerda

(se vocês soubesse como eu odeio ter que colocar essa foto aqui, mas vocês precisam ver como eu tava no dia).

Cabelo bagunçado, sem maquiagem, tava uma  merda. Não que hoje eu me importe tanto com isso (leia o post “foda-se” aqui), mas pra bater foto não estava bom. Dai a moça do cartório falando comigo “Olha aqui”, apontando pra webcam do balcão. E eu respondi “Se eu soubesse que ia bater foto tinha me arrumado”. E ela rebateu “Quem é bonito por natureza não precisa se arrumar, só passa a mão no cabelo” (que tava todo bagunçado). Fiquei surpresa mas não falei nada. Ela continuou enquanto mexia na webcam pra me enquadrar: “Você tem olhos grandes, sexy”. Sexy? Acho que ela quis dizer “expressivos”.

Você em uma situação dessa ia achar que ela te elogiou porque estava com pena de tão feio que você é. Aliás, você não acredita em elogios que te façam nem quando você não fala nada a respeito sobre sua aparência. Pare com isso. A moça me achou bonita e eu aceitei de bom agrado. Ela não estava me sacaneando (e os outros não estão sacaneando você). Ela não pensou “Ela é horrível, cruz credo, vou fazer uma caridade e elogiar de mentira”. Ela podia até achar que eu estava desarrumada, mas não feia. Se ela me achasse feia/deformada simplesmente ela ia ficar quieta e não ia fazer comentário algum. Pare com essa mania de perseguição. Pessoas acham umas as outras bonitas. E você está incluído (ou incluída) nisso. Pare de ser tão de mal com a vida achando que tudo está contra você. Aceite essas pequenas coisas da vida que fazem nosso dia melhor. Da próxima vez que te elogiarem aceite, talvez no começo seja difícil mas depois você aprende. Você aprendeu errado sozinho, do jeito que você achou que deveria ser (que as pessoas estão mentindo quando te elogiam) e agora você precisa fazer uma reeducação mental para aprender a pensar direito (da mesma forma que uma pessoa fazer uma reeducação alimentar para aprender a comer direito). Admita para você mesmo que você pensa errado. Esse é o primeiro passo para você corrigir e ser uma pessoa melhor. Você não deve ser seu pior inimigo, você precisa ser seu melhor amigo. E dismórficos se auto odeiam de graça. Há quantos anos você se odeia (sua aparência)? Cinco? Dez anos? E você pretende continuar se odiando por mais quantos anos? “Ah Solange, mas não é fácil”. Ok, então vamos começar pela lição 1. Aceite como verdade os elogios que te fazem.

Reflitam.

8 ideias sobre “Aceite elogios

  1. Oi solange,

    Achei muito legal e instrutivo o seu blog. Como Você, também sofro de Dismorfia Corporal, é horrível. Tem dias que não consigo nem ir ao colégio.Me olho no espelho e perco a vontade de ir. Só quero ficar dormindo, e adoraria não acordar mais. O pior de tudo é que se a pessoa não se ama, como é que ela vai conseguir estudar, ser alguém na vida?. Isso tudo é horrível, espero que como você eu possa pelo menos lutar contra ao invés de me deixar derrotar.

    • Estou torcendo por vc Guilherme. E não se cobre tanto. Eu só fui conseguir começar a superar tudo isso aos 26 anos. Dê tempo ao tempo que na hora certa tudo vai ficar mais fácil pra vc. Mas se vc puder, procure um psicólogo e um psiquiatra que eles te ajudam a passar por isso 🙂 Um beijo e o que precisar estou aqui.

  2. Tambem tenho dificuldades de receber elogios,sempre acho que a pessoa ta me sacaneando,kkkkkk ve se pode!?Mas até que ando aceitando mais, pelo menos não começo a persuadir a pessoa de que eu sou horrivel,sim eu ja fiz isso!Bom vamos em frente com a nossa luta de tentar nos aceitar né?Bjs Solange, seu blog me ajuda muito!

  3. Adorei o post!

    Gostaria de deixar algumas palavras sobre essa mudança de comportamento. Gente, qualquer mudança de comportamento de anos é lenta mesmo. Imagine vc que tem dismorfia e se acha feio há 8… 15 anos, isso não vai mudar de uma hora para outra, mas como a Solange falou, trata-se de “reeducação mental”, ou seja, é aquela persistência dia após dia, uma hora vc vai perceber que está começando a pensar diferente. Ah! Uma pessoa que não te conhece não vai te elogiar só pra te agradar. Pense nisso!

    Forte abraço!

  4. Oi Solange!
    Se quando recebemos críticas ficamos chateados horas a fio, por que não ficamos felizes pelo mesmo tempo quando recebemos elogios???
    Bj!

  5. Ai Solange, que bom que você fez esse site. Ajuda bastante. Nunca fui diagnosticada com dismorfia, por que nunca fui em um médico procurando saber o que eu tenho, mas lendo a sua história , lendo o site me identifico muito. Já deixei de fazer váaaarias coisas por me achar feia e gorda. Pra você ter uma idéia, tem pelo menos uns 4 anos que não tenho vida social, sou casada desde janeiro de 2009 mas praticamente não saio de casa. Só do trabalho pra casa, da casa pro trabalho e vou na esteticista 2 vezes por semana por que ir lá é uma espécie de terapia para mim, parece que estou tirando um pouco da feiura quando faço tratamento estético ( faço heccus e massagem modeladora ), converso muito com ela , é uma pessoa muito legal e que atende na casa dela, se fosse em clínica não iria. Meu marido já foi sem mim para shows, pra casamento, pra festa de 15 anos, porque eu simplesmente entro em pânico de pensar que tenho que ir pra esses lugares . Tenho certeza de que vão pensar e comentar entre si e com os amigos do meu marido como que ele se casou com uma mulher tão esquisita, gorda e feia. Já fico ansiosa e angustiada porque não vou ter roupa pra ir, etcs , etcs e choro, me descabelo e não vou. Ele fica bem chateado, porque nos conhecemos em uma festa eu estava dançando, foi em 2001 em uma fase que eu estava me sentindo muito bem. Nos apaixonamos e estamos juntos até hoje. Tenho medo de que um dia ele se encha e vá embora, ele fala que tenho que procurar um médico.Sou louca por praia e tem mais de 4 anos que não vou dar um mergulhinho. Não vou a aniversário de parentes, festas, não viajo, nada, nada. Quando vou é porque não tive mesmo como escapar e fico muito angustiada. Mais do que me achar feia, me acho esquisita demais, cabeçuda , um uó. Não tenho amigos, só parentes, afastei todas as amigas de mim. Pior que as pessoas me acham engraçada e divertida, mas só eu sei o que se passa dentro de mim. Estou com 34 anos e to sentindo a vida passar e passar muito rápido, estou envelhecendo e isso tá me angustiando e me deprimindo demais, to sentindo que estou ficando doente por dentro e muitas vezes fico pensando se não seria melhor morrer. Só não faço uma merda bem grande por causa dos meus pais e meu marido. Tô vivendo por viver. Tem dias que nem vontade de tomar banho , escovar os dentes eu tenho, faço a pulso. Quero muito ligar o botão do FODA-SE , mas esse botão deve estar na ilha de Lost porque eu não encontro. Até meus 17 anos eu era normal e me achava linda e era muito autoconfiante, tinha muitos paqueras na escola ,vários garotos queriam sair comigo, me sentia a rainha da cocada preta, mas de repente no final de 95, tudo mudou. Desde então não sou feliz. Desculpe o desabafo.

  6. Guria, te achei muito parecida com a minha mãe, ou seja, te achei lindona (não por eu achar minha mãe linda só pq é minha mãe; minha mãe é linda de verdade! Não sou só eu que diz isso xD)
    =D
    Amei teu blog
    Bjões

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *