Ken da vida real

Ken Quem teve infância lembra do boneco Ken, namorado da Barbie.

ken_barbie

O que aconteceu foi que um rapaz, chamado Justin Jedlica, que decidiu que queria ficar igual ao Ken.

ken_humano_cirurgias

Em busca de um corpo e rosto semelhantes ao do Ken, namorado da boneca Barbie, o norte-americano Justin Bieber Jedlica, de 32 anos e cabeça de 10, passou por 90 cirurgias plásticas na última década para mudar suas formas e curvas. As operações que custaram cerca de R$ 200 mil incluem implantes de silicone no bumbum, bíceps e tríceps, e ele disse que ama as suas mudanças. “Contrariar as normas é muito divertido”, justificou.
No começo, Jedlica ficou obcecado com o tamanho de seu nariz e resolveu diminuí-lo. Cinco cirurgias depois, ele segue insatisfeito, dizendo que está próximo do esperado, mas ainda não é perfeito.

justin-2-face

 

O americano Justin Jedlica, de 32 anos, se submeteu a 90 cirurgias plásticas nos últimos dez anos para ficar “parecido” com o boneco Ken, namorado da Barbie. Por trás desta vaidade exagerada, segundo o cirurgião plástico Dr. Felipe Coutinho, coordenador do Departamento Científico da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica Regional São Paulo (SBCP-SP), está uma doença conhecida como Transtorno Dismórfico Corporal (TDC).

— O paciente não se enxerga como realmente é e por isso tem uma preocupação obsessiva com algum defeito inexistente ou mínimo na aparência física. Não importa a quantidade de cirurgias feitas, ele nunca ficará satisfeito com o resultado.

Esta busca incansável pela imagem “perfeita”, conforme explica o médico, pode desencadear deformidades estéticas irreversíveis, sem falar que qualquer intervenção cirúrgica não está livre de incidentes. O psiquiatra e psicoterapeuta Dr. Marco Antônio Spinelli completa: — A pessoa tem que estar consciente de que nunca mais vai ter aquela parte do corpo de volta, por isso deve estar segura e sanar todas as dúvidas com o médico antes de se submeter ao procedimento. Se ela não estiver preparada para lidar com a mudança corporal, pode ficar frustrada e até desenvolver um quadro depressivo.

Tantas transformações podem trazer problemas para Justin, tanto que os médicos já informaram que o silicone está colocando sua vida em risco. Ele disse que é o preço que se paga para ter o corpo perfeito e não pretende parar de fazer os procedimentos.

Fonte: Meio norte e Surgiu Entretenimento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *