Programa sobre Beleza e Dismorfia Corporal Quarta 13/07 as 19:30 na TV Brasil

Beleza

Convidado fala quando a vaidade pode ameaçar a saúde e se há limites para alterar a própria imagem

A palavra do Comentário Geral desta quarta (13), às 19h30, é beleza. O que diferencia o belo do feio? A beleza está relacionada à percepção de elementos que agradam de maneira singular aquele que a experimenta. Será que se reduz uma proporção matemática? Ela se encontra no que vemos ou é constituída por nossos olhos? Na realidade, suas formas são inúmeras, por isso é tão difícil se ter alguma explicação científica sobre o que é ser belo.

No ocidente, do século XIX, as mulheres mais gordinhas se destacavam como modelo de beleza. Duzentos anos depois, há um culto à magresa. No mundo da beleza, como na física de Einstein, tudo é muito relativo. Afinal, como dizia o filósofo Voltaire: “Para o sapo o ideal de beleza é a sapa”. Segunda a escritora Adélia Prado, “beleza não é luxo. É uma necessidade!” E a beleza está em qualquer lugar . Em todos os seres. Ela é comum, exótica, é musa da bossa nova e do Comentário Geral.

O programa trás convidados como o antropólogo e coordenador do Observatório da escola de moda do Senai/ Cetiqt, Marcelo Silva Ramos. Ele explica as principais mudanças no padrão de beleza ocidental, cita diferentes padrões de beleza pelo mundo e como esses padrões se relacionam com o que era valorizado socialmente em sua época.

O compositor Roberto Menescal, fala sobre a exaltação da beleza natural do Rio, das mulheres ou do amor, do papel da beleza para a bossa nova e da beleza como musa de Vinícius de Moraes. O diretor da rádio Saara, Luiz Antonio Bap, conta como surgiu a ideia da Garota da Laje. O concurso acontece desde 2006 e cada ano se torna mais popular. Tem como intuito eleger a mulher mais bonita das favelas do Rio de janeiro, e ocorre na Passarela Praça do Mascate.

A final acontecerá numa passarela a ser montada nesta mesma praça, nas ruas do Saara (Sociedade dos Amigos da Rua da Alfândega e Adjacências), região que reúne centenas de lojas do comércio popular do Centro do Rio. O diretor também fala como foi a procura, qual o perfil de beleza das candidatas, quais os prêmios oferecidos e a diferença desse concurso de beleza para os outros.

O cirurgião plástico, Paulo Muller, explica em que situações a plástica é indicada, os motivos que fazem as pessoas buscarem a cirurgia plástica ,quando a vaidade pode ameaçar a saúde e se há limites para alterar a própria imagem. Além disso o doutor conta um caso que tenha vetado a cirurgia e o que significa beleza para ele.

Para ressaltar o que é beleza exótica, ninguém melhor que Elke Maravilha. A atriz fala qual é o papel da beleza em sua vida, como é viver de beleza. Diz se já sofreu preconceitos por ser muito bonita e como virou um símbolo de beleza exótica. Finalizando, Angela Ancora da Luz, historiadora e crítica de artes, comenta sobre a relação entre a matemática , a proporção das formas e a beleza , e indaga o que são relações áureas.

—————————————————————————–

Assista a TV Brasil (pelo seu navegador) em http://tvbrasil.org.br/webtv/

Como sintonizar a TV Brasil http://tvbrasil.org.br/comosintonizar/

Vaidade mata!

Pra descontrair:

Uma mulher foi levada às pressas para a UTI de um hospital. Lá chegando, teve a chamada ‘quase morte’ , que é uma situação pré-coma, e neste estado, encontrou-se com Deus:

– Que é isso? – perguntou ao Criador – Eu morri?

– Não, pelos meus cálculos , você morrerá daqui a 43 anos, 8 meses,
9 dias e 16 horas – respondeu o Eterno.

Ao voltar a si , refletindo o quanto tempo ainda tinha de vida, resolveu ficar ali mesmo naquele hospital e fez uma lipospiração, uma plástica de restauração dos seios, plástica no rosto, correção no nariz, na barriga, tirou todos os excessos, as ruguinhas e tudo mais que podia mexer para ficar linda e jovial.

Após alguns dias de sua alta médica, ao atravessar a rua, veio um veículo em alta velocidade e a atropelou, matando-a na hora.

Ao encontrar-se de novo com Deus, ela perguntou irritada:

– Puxa, Senhor, você me disse que eu tinha mais 43 anos de vida. Por
que morri depois de toda aquela despesa com cirurgias plásticas!!???

E Deus aproximou-se bem dela e, olhando-a diretamente nos olhos, respondeu:

– CRIATUUUURA…… EU NÃO TE RECONHECI !!!!!!!

25/12 no pagode. Lerelereeee Laialaiaaa

Ontem fui pro pagode como contei no outro post. É um bar com mesinhas e que tb tem espaço pra dançar. Fui eu e + 3 amigas. As 3 só queriam saber de dançar. Eu não gosto de dançar. Eu nem danço. Nunca dancei em festas/baladas. E pagode então? Oh God! Mas dancei um pouco com as meninas. Antes mesmo de dançar eu já estava com aquela sensação típica de dismórfico “TA TODO MUNDO OLHANDO PRA MIM ME REPARANDO”. Mas eu já tinha arrumado meu cabelo no salão e eu tava laranja bronzeada de autobronzeador, então tava me sentindo melhor e tentei não me preocupar com isso. Como se adiantasse né. Fiquei numa ansiedade do caramba. Mas foi válida a experiência.

Amanhã é o show do Exaltasamba, só que amanhã eu não vou dançar. Eu vou é pra ver o show e cantar as músicas. Nem gosto de pagode, não tenho pagode nos meus mp3s. Só que o último cd do Exaltasamba eu acabei gostando. VAMO VE!

Feira do Livro

Ta tendo feira de Livro em Copacabana, na praça que fica na Nossa Senhora de Copacabana com a Siqueira Campos. Não sei o nome da praça.

A feira vai até final do mês, tem livros novos e usados que variam de R$ 2,00 a R$ 30,00 +ou-. Tem uns bem carões tb. E eu to super sem dinheiro, até final do mês quero comprar alguns. Dai eu conto aqui quais foram.

Asilo + Gata

Domingo fui ao asilo, semana que vem vou levar um dominó para o Seu Acelino, que gosta de jogar. Quando eu estava indo embora, um senhor chamado Amélio me chamou, dizendo que eu era muito parecida com uma sobrinha dele que ele não vê a muito tempo, e comecou a chorar. Fiquei comovida! Falei que domingo que vem vou conversar com ele com mais tempo.

Minha gata não se chama monga ok! Coloquei o nome de DIANA. Ela aprendeu que é legal ficar mordendo as coisas e quando vou dormir ela me incomoda a noite inteira. To tentando ensinar ela que NÃO É LEGAL ficar me mordendo durante a noite. Fora isso ela é um amorzinho.

A noite coloco uma fotinho nova dela aqui!!!!!!!

bjusssssssss

Asilo + gato

Vamos aos fatosssssss. Domingo dia do jogo do BRASIL na Copa, fui assistir o jogo onde? No telão que montaram em Copacabana? Nããããoooo. Fui assistir no Asilo. Enquanto o jogo não começava, estava eu lá conversando com o Orácio. Ele tomou café (leite) com bolachas. Segurei o saco plástico com as bolachas enquanto ele pegava uma por uma e comia com o leite. Duas pessoas me pergutaram se eu era parente dele. Que eu saiba os parentes dele não vão visitá-lo.

Tb estava conversando lá fora com um senhor, mto sábio, mas que diz que foi ele que inventou o CPF. E que foi ele que trouxe o computador pro Brasil, quando trabalhou na IBM, em 1982. Apesar de ele saber mtos detalhes técnicos sobre as duas coisas, ainda tenho minhas dúvidas até onde essa história é verdade. Quando uma moça (visitante) que já estava me olhando há um tempo passou por mim e perguntou “tudo bem??? E com o papai tudo bem???” o.O Respondi que não era meu pai e que eu não tenho parentes no asilo. Ela respondeu que sou uma pessoa abençoada, etc etc. Eu posso até alegrar o dia deles indo lá. Mas eles alegram muito o meu tb. Me faz mto bem passar a tarde no asilo. (Viu Pat?? Nada de tristeza indo no asilo 🙂 )

Ao lado da cama desse senhor do CPF, fica o Acelino, que é de Blumenau, Santa Catarina. Ele disse que é a única pessoa de SC no asilo. Ele é magrinho, quase sem cabelo e só fica deitado na cama, apesar de conseguir caminhar. No outro domingo que fui lá, conversei com ele mas muito pouco. Nesse domingo na hora de ir embora fui lá dar tchau pra ele. Falei “Vim dar tchau pro senhor, Seu Acelino”. Ele sorriu e me deu a mão. Perguntei “Tudo bem com o senhor?”. Ele respondeu “Com uma moça tão bonita só pode estar tudo bem”. Falei “Estou indo embora mas domingo que vem eu to aqui e espero conversar mais com o senhor”. Ele pediu pra me dar um beijo na testa pra dar sorte e fui embora.

Na volta pra casa, a pé, voltado pela linha amarela, encontro um gato mais perdido que surdo em bingo. Preto e branco, +ou- 2 meses. Peguei. Dava de sentir os ossos da coluna, costelas e os próximo ao rabo. Levei comigo. Pelo que vi é uma fêmea, é quieta e não incomoda. Deixa fazer o que quiser com ela. Esticar, encolher, adora ficar de barriga pra cima olhando as coisas de cabeça pra baixo. Ainda não botei nome, pensei em “monga” pq ela é retardada. Estou pensando ainda. Já comprei ração e caixa de areia. Bati uma foto dela pelo netbook, ficou meio escura. 


 

Visita ao Asilo


Domingo fui ao asilo. Lá é bem grande, com muitas árvores. Tem várias alas, de mulheres e de homens. Alguns acamados (vários) e outros independentes. Alguns com problemas mentais, outros bem lúcidos. Conversei com alguns.

Enquanto eu saia de uma ala, um senhor (já sem dentes) vem falar comigo, já não batia muito bem. Dizia que queria ir no Banco do Brasil tirar dinheiro pra ir embora. Que não gostava dali, mas em três minutos disse que não queria ir embora não, que gostava do asilo.

Um monitor se aproximou e entrou na conversa:
– Oi Orácio, quem é essa sua amiga?
Orácio não sabia o que falar, então falei baixinho meu nome pra ele e ele respondeu pro monitor, meio se enrolando.

O monitor perguntou se eu tinha algum parente no asilo, falei que não, que tinha ido pra conhecer. Ele me mostrou a ala que ele cuida e me apresentou vários idosos, alguns que sabiam o que estavam falando, outros não. E outros que não falavam mais, pq vivem em outro mundo, um mundo só deles.

O monitor também me explicou como é a rotina do asilo, que horas eles tomam banho e as refeições que fazem. São seis refeições ao dia. Todo dia é trocada a roupa de cama e a roupa que eles vestem. Ficam 2 enfermeiras e um monitor responsável por casa ala.

A foto é lá do abrigo mesmo, conversei com esse tortinho da foto. Ele fala enrolado e é vesgo, mas é querido.

Gostei muito de ter visitado e vou voltar domingo que vem. Se eu tenho algo de bom a oferecer para eles, tenho certeza que também vou aprender muito com eles.

Cachorro: Alegria do dia

Eu gosto de bicho. De qualquer bicho. Tem gente que ama cachorro mas não gosta de gato, que ama cachorro mas tem pavor de galinha, que ama cachorro mas só os que tem em casa. Quando eu era menor, meu tio criava porcos. E quando eu viajava com meus pais para lá, eu ia fazer carinho neles. Dizem que os porcos são brabos, mas nunca aconteceu de eu levar mordida.

Já cuidei de muito cachorro abandonado, doente, atropelado. Já participei de ONG de proteção animal por 4 anos. Já ajudei por 2 anos um abrigo de cães. Já peguei sarna umas 10x (cuidando de animais doentes é praticamente impossível não pegar). Num resgate de um gato levei uma mordida. Ele tinha fugido da clínica veterinária e eu fui atrás. Eu não soltava o gato pq ele não podia fugir de novo e o gato não me soltava esperando que eu soltasse ele pela dor da mordida. Tive que tomar antibiótico e injeção de tétano.

Mas no final da história, é muito bom ver um gato/cachorro adotado. Tendo uma nova oportunidade de ter uma vida digna de bicho. E não jogado na rua a mercê da vida. Animal abandonado é animal errante, está lá por erro de outro, no caso do ser humano (nós) que jogamos eles na rua como se fossem um sapato velho e ignoramos que eles são como nós, no sentido de sentir fome, frio e tristeza.

Aqui no Rio tem muita gente que passeia com cachorro. Alguns vira-latas (eu tenho 4 vira latas em Florianópolis, adotados da rua) e outros de raça. Duas raças que eu adoro é o Pug (do filme Homens de Preto) e o Bull Terrier. Engraçado que a maioria das pessoas que eu conheço falam sobre o Pug ou sobre o Bull Terrier “Ai que cachorro feio!!!” E eu acho eles lindosssssssss. Pra vcs verem como varia de pessoa pra pessoa esse negócio de beleza. O Pug eu acho super engraçado, eles se rebolam todo quando querem carinho e fazem uns barulhos esquisitos quando respiram empolgados. E o Bull Terrier acho forte e elegante. Tem muita gente que acha ele feio por causa do fucinho que é reto com a cabeça, e eu já acho isso o charme dele.


Quando passa algum cachorro que eu acho fofo, as vezes eu peço pra agradar. Isso alegra meu dia. Só eu ver eles na rua passeando serelepes já carrega a pilha do meu dia. Hoje vi um labrador carregando um coco verde na boca, lindo demais. Tipo a foto abaixo:


Essa foto é eu segurando uma galinha quando pequena. Ela foi pega pra virar canja. Quando entendi que iam matar ela, comecei a chorar. Minha mãe falou “Não chora filha, bate uma foto com ela”. E assim estou eu com essa cara super animadora.

E essa sou eu em um abrigo de cães que eu ajudava, enquando limpava o canil eu também dava carinho para os cães que vinham pedir, geralmente eles são muito carentes.


A Proposta

Preciso dizer uma coisa. Vou assistir pela 3ª vez o filme “A Proposta” com a Sandra Bullock. E pela 3ª vez free. Adoro!

Outro dia eu falando no serviço “Assisti o filme ‘A proposta’ com a Sandra Bullock, muito engraçado. Ela já fez outros filmes legais né.. Aquele bem famoso… Uma Linda Mulher!” ahahaha bem tansa 🙁 😀

http://www.youtube.com/watch?v=tHxqSIWdgiw